Logo Site

Vereador dinâmico e inovador que prioriza trabalho transparente, com mediação e sustentabilidade. O mandato é embasado em argumentos e pareceres técnicos. Visa atender demandas coletivas da cidade de Campo Grande - MS.

Conheça MAIS
Legislativo Municipal
27/01/2020
Câmara da Capital retoma sessões no dia 3 de fevereiro
Câmara da Capital retoma sessões no dia 3 de fevereiro

 

Foto: Izaías Medeiros/CMCG

Os vereadores de Campo Grande abrem os trabalhos legislativos de 2020 no dia 3 de fevereiro, em Sessão Inaugural, no Plenário Oliva Enciso, a partir das 9h. No dia seguinte, 4 de fevereiro, as 9h, ocorre a primeira sessão ordinária do ano com todos os ritos regimentais como leitura de indicações, apresentação e votação de projetos de lei.

 

O 2º vice-presidente da mesa diretora, vereador Eduardo Romero (Rede) explica que com a volta das atividades oficiais da Câmara a população tem agenda para acompanhar mais de perto a ação de cada vereador. ‘Embora o calendário oficial parlamentar inicie no dia 3, alguns gabinetes ficaram com atendimentos no recesso, inclusive o nosso recebeu desde o início de janeiro muitos moradores e representantes de instituições. Fizemos muitos ofícios também com pedidos de serviços públicos e encaminhados para secretarias municipais’, frisa.

 

Eduardo Romero está presidente da Comissão Permanente de Finanças e Orçamento, vice-presidente da Comissão de Meio Ambiente e membro da Comissão de Bem-Estar Animal. Ele destaca que na comissão de finanças o trabalho de 2020 continua sendo o de analisar tecnicamente e juridicamente os projetos do executivo de natureza orçamentária e financeira.

 

Os primeiros trabalhos legislativos da Comissão de Finanças e Orçamento que devem demandar muito estudo já na primeira semana na Câmara dizem respeito aos vetos do executivo na Leio Orçamentária Anual (LOA). ‘As emendas são solicitações da população e todas que incorporamos ao projeto atendiam exigências, inclusive da viabilidade econômica. Reforço que as emendas apresentadas pelos vereadores representaram apenas 3,35% do total do orçamento previsto’, diz. O orçamento deste ano tem previsão de R$ 4.303.005.317,00 (Quatro bilhões, trezentos e três milhões, cinco mil trezentos e dezessete reais).

 

Números do mandato

 

O mandato do parlamentar recebeu mais de 11 mil pessoas para visita, pedidos de serviços públicos, orientações ou para contribuir com sugestões de políticas públicas coletivas. ‘Chega ano eleitoral e as pessoas nos questionam sobre o ritmo das ações do mandato, se o ritmo de trabalho é o mesmo, se vai continuar com atendimento como anteriormente. Sim, vamos manter nossa rotina de atendimentos, mediações. O que a lei eleitoral permitir, vamos continuar fazendo porque nem tudo é permitido para candidatos como em anos que não tem eleições’, frisa.