Logo Site

Vereador dinâmico e inovador que prioriza trabalho transparente, com mediação e sustentabilidade. O mandato é embasado em argumentos e pareceres técnicos. Visa atender demandas coletivas da cidade de Campo Grande - MS.

Conheça MAIS
Juventude
31/10/2020
Eduardo Romero assina Pacto pela Juventude e reforça trabalho já desenvolvido em seu mandato
Eduardo Romero assina Pacto pela Juventude e reforça trabalho já desenvolvido em seu mandato

 

Eduardo Romero e Elen Malfará, vice-presidente do Conselho Estadual da Juventude

No dia 30 de novembro, o vereador Eduardo Romero (Rede), candidato à reeleição neste ano, assinou o Pacto pela Juventude, que é um compromisso de trabalhar por políticas públicas de juventude em suas ações, programas e demais demandas.

 

Ao assinar o documento, Romero explica que desde que assumiu a vereança tem discutido sobre esta temáticas, inclusive trabalhou para a criação, por meio de resolução, da Comissão Permanente de Juventude na Câmara da Capital.

 

‘Tive a oportunidade de muito cedo, no início da adolescência, que cidadania se faz na prática e não no discurso. A juventude precisa se fazer ouvida e ser ouvida por quem está no comando das decisões, seja no legislativo ou no executivo. Esta mistura de experiência com frescor das ideias é muito produtivo para termos uma sociedade cidadã, melhor para se viver e conviver’, destaca Eduardo Romero.

 

Elen Malfará, vice-presidente do Conselho Estadual da Juventude, explica que o conselho local representa o Conselho Nacional da Juventude na coleta de assinaturas de candidatos à eleição 2020, para o Pacto Pela Juventude. “O documento representa a busca pela construção de políticas públicas voltadas à garantia do direito à vida, educação, trabalho, cidade e participação. O pacto tem o objetivo de consolidar o comprometimento dos poderes com as políticas públicas de juventude. Para que isso se efetive, estamos em busca de candidatos que queiram assumir esse compromisso com quase metade da população’, explica.

 

Além do Pacto pela Juventude, Eduardo Romero assinou cartas-compromissos que trazem linhas de atuação já praticadas em seu mandato. Ele assinou a Plataforma Ambiental para Municípios, Carta-Compromisso para implementação da Carta da Terra, Carta-compromisso – Programa Cidades Sustentáveis, O Manifesto jovens políticos pelo clima e a Carta–compromisso com a mobilidade sustentável em Campo Grande/MS.

 

Eduardo Romero é coordenador nacional da Frente Parlamentar Ambientalista, sendo coordenador na região Centro-Oeste da Frente Parlamentar de Vereadores Ambientalistas. Também integra a RAPS - Rede de Ação Política pela Sustentabilidade – que é uma entidade civil, sem fins lucrativos, de natureza apartidária, com pluralidade ideológica, cuja missão é contribuir para o aperfeiçoamento da democracia por meio da formação de lideranças políticas.

 

O Pacto

 

O Conselho Nacional da Juventude lançou recentemente a edição 2020 do Pacto pela Juventude, que tem como objetivo envolver os candidatos a prefeito (a) e vereadores (as) para que se comprometam com a temática em suas ações e programas e incorporem as demandas da juventude brasileira em suas plataformas eleitorais. 

 

A primeira edição do pacto ocorreu nas eleições municipais de 2008 e teve como objetivo reforçar os parâmetros e diretrizes da Política Nacional de Juventude, além de manter e divulgar o debate em torno das resoluções da 1° Conferência Nacional de Juventude, que mobilizou mais de 400 mil pessoas. Nas eleições de 2010 e 2012, as edições do Pacto tiveram como objetivo a construção conjunta de uma agenda pública de juventude, de modo a garantir os direitos dos cerca de 50 milhões de brasileiros e brasileiras com idade entre 15 e 29 anos. 

 

Em 2014 e 2016, reafirmou-se os desafios ainda não resolvidos pelas políticas públicas de juventude, como o enfrentamento à altíssima mortalidade de jovens negros e em 2018, o Pacto Pela Juventude foi baseados nas resoluções da 3° Conferência Nacional de Juventude e levou-se em conta a importância do comprometimento com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), os quais tem metas até 2030.