Logo Site

Vereador dinâmico e inovador que prioriza trabalho transparente, com mediação e sustentabilidade. O mandato é embasado em argumentos e pareceres técnicos. Visa atender demandas coletivas da cidade de Campo Grande - MS.

Conheça MAIS
Compromisso
26/10/2020
Eduardo Romero reforça ações de rotina em seu mandato com assinatura de cartas-compromissos
Eduardo Romero reforça ações de rotina em seu mandato com assinatura de cartas-compromissos

 

As cartas trazem compromissos e reforçam o que já é praticado no atual mandato

A partir de janeiro de 2021 inicia nova legislatura nos municípios brasileiros, com eleição dos representantes políticos para as Câmaras Municipais, no dia 15 de novembro deste ano. Todo candidato tem sua proposta de trabalho e aqueles que buscam reeleição podem apresentar o trabalho já realizado e adotado como é o caso de Eduardo Romero (Rede), com seu projeto Política Cidadã. Ele assinou cartas-compromissos que são documentos públicos elaborados por vários segmentos e que já são diretrizes praticadas por ele.
 
 
Nesta semana Eduardo Romero assinou a Plataforma Ambiental para Municípios – Agenda prioritária da Plataforma Ambiental para Vereadores, Carta-Compromisso para implementação da Carta da Terra, Carta-Compromisso Programa Cidades Sustentáveis, Carta–Compromisso com a Mobilidade Sustentável em Campo Grande e a Carta-Compromisso elaborada pelo manifesto Jovens Políticos pelo Clima.
 
 
A decisão de assinar as cartas-compromissos serve também de base de fiscalização para os cidadãos a partir do próximo mandato, pois são instrumentos importantes de acompanhamento da população sobre o trabalho do parlamentar. Meio ambiente, bem-estar animal, cultura, mobilidade urbana, justiça social e educação já são compromissos do mandato de Eduardo Romero. As cinco cartas que ele assinou trazem estes compromissos e reforçam o que já é praticado em seu atual mandato.
 
 
‘Não tenho dificuldade alguma de assinar e defender estas cartas porque, na prática, já fazemos isto no nosso mandato e também como cidadão em minha rotina de morador de Campo Grande’, destaca.
 
 
A Plataforma Ambiental para Municípios – Agenda prioritária da Plataforma Ambiental para Vereadores traz oito itens que comprometem o candidato a fiscalizar, propor ações e projetos de leis, promover a troca de experiência com outros municípios sempre com o tema ambiental. A Plataforma pretende que dessa maneira os municípios consigam avançar na agenda ambiental, porque hoje temos cidades brasileiras com Plano Diretor, Plano de Drenagem e outros que se quer tem departamento de meio ambiente. A carta foi elaborada pela Frente Parlamentar Ambientalista, SOS Mata Atlântica e a Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente (ANAMMA). Leia AQUI.
 
 
Carta-Compromisso para implementação da Carta da Terra e os objetivos do desenvolvimento sustentável nas cidades. Este documento traz três itens em que me comprometo a considerar os 16 princípios da sustentabilidade da Carta da Terra e os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável na formulação de políticas públicas. Promover a criação de um espaço para participação consultiva dentro da gestão pública (conselho) para acompanhar as ações realizadas. Este documento é o meu compromisso com o futuro, porque trabalho pensando a médio e longo prazo também. O documento foi elaborado pela Teia Carta da Terra Brasil. Leia AQUI.
 
 
Carta-compromisso – Programa Cidades Sustentáveis - O documento apresenta oito compromissos que estão baseados no papel de fiscalizador do legislativo e atrelados aos 12 eixos e os indicadores do Programa Cidade Sustentáveis que estão alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das ONU. Os indicadores propostos ajudarão a população acompanhar as ações que estão sendo realizadas. A proposta é dos Institutos Cidades Sustentáveis, Ethos, ONU Meio Ambiente, Ministério das Ciências e Tecnologias. Leia AQUI.
 
 
O Manifesto jovens políticos pelo clima – Por uma cidade resiliente, justa e equitativa trazem 24 propostas divididas em seis categorias: Governança climática; Agroecologia; Resíduos Sólidos; Educação; Mobilidade Urbana e Coexistência. Todas com o mesmo objetivo que de enfrentamento a crise climática que estamos vivendo como, por exemplo, os picos de calor, período de estiagem maior, incêndios florestais, pandemias, entre outros. A proposta foi elaborada pelo Jovens Líderes Climáticos (YCL-Youth Climate Leaders) e especialistas engajados na pauta do clima. Leia AQUI.
 
 
Carta–compromisso com a mobilidade sustentável em Campo Grande/MS traz cinco categorias que tratam da mobilidade urbana, sendo elas: Gestão da Mobilidade Sustentável; Programas de Educação; Mobilidade a Pé; Ciclomobilidade e Transporte público, todas voltadas para implementação de políticas públicas municipais e fiscalização. O documento foi elaborado pelo Coletivo Bici Nos Planos CG e o Coletivo Veracidade. Leia AQUI.