Logo Site

Vereador dinâmico e inovador que prioriza trabalho transparente, com mediação e sustentabilidade. O mandato é embasado em argumentos e pareceres técnicos. Visa atender demandas coletivas da cidade de Campo Grande - MS.

Conheça MAIS

PROJETO DE LEI

SANCIONADO (Lei nº 5.234/13) - CEINF recebe nome de Professora Laura Rodrigues de Oliveira



PROJETO DE LEI Nº 7542/13
 
DENOMINA DE “PROFESSORA LAURA RODRIGUES DE OLIVEIRA”, O CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL LOCALIZADO NO CRUZAMENTO DAS RUAS DEMÉTRIO AMARAL COM ARACY PEREIRA DE MATOS JARDIM MOEMA, CAMPO GRANDE-MS.
 
Art. 1º Fica denominado de Professora LAURA RODRIGUES DE OLIVEIRA o Centro de Educação Infantil localizado no cruzamento das Ruas Demétrio Amaral, com Aracy Pereira de Matos, no Jardim Moema, Campo Grande-MS. 
 
Art. 2º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. 
 
Campo Grande-MS, 07 de novembro de 2013. 
 
BIOGRAFIA/JUSTIFICATIVA
 
Aos 24/04/1984, a família Oliveira foi laureada com o nascimento de sua filha Laura Rodrigues de Oliveira, em Campo Grande - MS. 
 
Toda sua infância passou ao lado da família, no Bairro Santo Eugênio, onde moravam desde 1982, quando seus pais (paulistas), vieram para Mato Grosso do Sul. Seu pai, Darwin Antonio Longo de Oliveira, Artista Plástico, natural de Votuporanga - SP foi professor na UFMS, por 31 anos; sua mãe, Silvana Donizete Rodrigues de Oliveira, natural de Igarapava - SP foi professora estadual e municipal em Campo Grande, por 22 anos. Laura foi uma criança alegre e feliz, por ter o amor de seus pais e irmãos. 
 
Gostava de desenhar, de pintar, de artesanato e desde muito cedo manifestou a vontade de ser professora. Com 5 anos de idade, já brincava de escolinha em casa, na varanda, onde havia uma lousa. Quando sua irmã menor e sua prima não queriam brincar de ser alunas, ela imaginava seus alunos, ensinando "para ninguém", assim mesmo. 
 
Na adolescência, sua alegria era contagiante, onde o sorriso era sua marca principal e o carisma, um dom. 
 
Estudou em várias escolas, nunca reprovou, sempre foi disciplinada e estudiosa. 
 
Ao concluir o Ensino Médio em 2001, no final do ano, prestou vestibular para Pedagogia na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Passou. Tinha certeza do que queria. 
 
No ano seguinte, iniciou o curso e já quis dar aulas. Como ainda não lhe era permitido, sua mãe, que era Supervisora Pedagógica na E.M. Prof. Aldo de Queiroz, conseguiu autorização junto a Direção da escola, para que Laura auxiliasse (sem remuneração) as professoras das 1ªs séries. Elas, por sua vez, ficaram contentes, pois ela era muito habilidosa para com as crianças, que a amavam. Nunca mais parou. 
 
Em 2003, trabalhou na Escola Linhas Mágicas, no Bairro Rouxinóis; em 2004 na Escola Balão Mágico, no Bairro Moreninha I; no início de 2005, começou a lecionar na Educação Infantil da Escola Paulo Freire, com crianças de 2 e 3 anos de idade, onde ficou até novembro de 2007. Ainda em 2007, foi contratada pela E. M. Prof. Aldo de Queiroz, para substituir algumas aulas, quando foi interrompida pelo fatal acidente de trânsito, no dia 15/11/2007, no cruzamento das ruas 25 de dezembro com a Barão do Rio Branco, ao lado do Paço Municipal. 
 
Naquele cruzamento, por ocasião do seu nascimento na Maternidade Pró - Matre (hoje, 2013, é o Hospital Adventista), havia uma farmácia com o nome de "Farmácia Santa Laura". A idéia de seu nome surgiu ali, no mesmo lugar, onde 23 anos depois, Laura veio a falecer. 
 
Portanto Senhores Vereadores, pelas razões acima elencadas, é que apresento-lhes este Projeto de Lei, rogando mais uma vez pela união de Vossas Excelências para a aprovação de mais esta matéria legislativa. 
 
Sala de Sessões,
 
Campo Grande/MS, 01 de Outubro de 2013. 
 

 

 
VOLTAR